24
set

O verbo no infinito

Postado por: Moça do Brigadeiro Categoria: Sortido
vinicius-de-moraes-rosto[1]

  “Ser criado, gerar-se, transformar   O amor em carne e a carne em amor; nascer   Respirar, e chorar, e adormecer   E se nutrir para poder chorar   Para poder nutrir-se; e despertar   Um dia à luz e ver, ao mundo e ouvir   E começar a amar e então sorrir   E então sorrir para poder chorar.   E crescer, e saber, e ser, e haver   E perder, e sofrer, e ter horror   De ser e amar, e se sentir maldito   E esquecer de tudo ao vir um… Saiba mais

Todos os Direitos Reservados à Moça do Brigadeiro © 2019 - Design by Casa do Cliente - Tema criado por Ze Luiz R - Desenvolvido em WordPress